Comércio Varejista

5 motivos para atualizar o seu comércio varejista de olho na geração Z!

Eles nasceram conectados. Os jovens da geração Z começaram a chegar ao mercado de trabalho e se tornaram parte da população economicamente ativa.

Hoje, estima-se que eles representem 25% da população mundial, mas já superam em número os jovens da geração anterior, a Y, nascidos entre a década de 1980 e meados da de 1990. No Brasil, aqueles que nasceram após o ano de 1995 representam nada menos que 80 milhões de potenciais consumidores para a próxima década.

Nascidos em meio ao boom tecnológico, eles parecem dominar a tecnologia nativamente, de forma que fazem qualquer coisa que tenham vontade no ambiente digital. Isso acabou criando uma geração de pessoas que vê o mundo de um jeito totalmente novo, o que impacta diretamente na forma como ela lida com o consumo. E, nesse cenário, o comércio varejista precisa estar atualizado e preparado para fazer negócio com os novos consumidores.

Para ajudá-lo nesse desafio, listamos, a seguir, 5 motivos para manter o seu comércio varejista atualizado, de olho na geração Z! Confira!

          1-A geração Z já é a mais influente no consumo

De acordo com a teoria do consumo, o segmento populacional dos 18 aos 24 anos é o mais influente, tanto para as gerações anteriores como para as posteriores. São essas pessoas que ditam os rituais, as linguagens e as modas que servirão de referência para as demais gerações.

Somente nos Estados Unidos, a influência no consumo de suas famílias movimenta o equivalente a R$ 1,8 trilhão. Dessa forma, entender esse público é estar de olho nas novas exigências e tendências do mercado.

          2-As pessoas dessa geração têm uma política de consumo mais consciente

A geração Z, de modo geral, nasceu e cresceu em meio a instabilidades econômicas, alta taxas de desemprego e muito dinheiro sendo utilizado para pagar dívidas, sobrando pouca coisa para comprar aquilo que é estritamente essencial. Dessa forma, os jovens de hoje tendem a ser mais cuidadosos com o seu dinheiro do que foram seus pais na mesma idade.

Além disso, a degradação do meio ambiente e a ameaça das mudanças climáticas provocadas pelo aquecimento global têm influenciado esses jovens a repensarem o modelo de hiperconsumo atual, como forma de preservar as espécies de vida, incluindo a do próprio homem. Eles pretendem mudar o mundo, mas ainda não sabem como.

         3-As lojas físicas ainda vão persistir por muito tempo

Hoje, é fundamental que todo comércio varejista tenha a sua contraparte no mundo virtual. O consumo está, cada vez mais, multicanal, isto é, o cliente pode encontrar o produto desejado em uma loja física e decidir comprá-lo pela internet, e vice-versa.

No entanto, os jovens da geração Z cresceram e se acostumaram com a instantaneidade da internet. Para eles, comprar um produto pela internet e esperar 10 dias para a entrega é motivo de ansiedade, principalmente se descobrirem que, na loja ao lado da sua casa, podem comprar e usar o produto imediatamente.

          4-O foco das vendas deve ser na experiência de compra

Essa nova geração não é mais seduzida pelas tradicionais formas de propaganda que induziam os consumidores de forma passiva às compras.

Hoje, os mais jovens assumiram o total controle sobre o processo, adquirindo aquilo que realmente vai impactar positivamente suas vidas. Com menos dinheiro, a geração Z faz pesquisas online, testa o produto em lojas físicas e pede a opinião de amigos antes de realizar uma compra.

Esse comportamento demanda que o comércio varejista invista em presença online e personalize a experiência de compra para conseguir atingir os consumidores.

Acredite: é a partir da arte de satisfazer as necessidades desses jovens, superando suas expectativas de compra, que seu comércio varejista estará atualizado e ganhará relevância.

         5-Comércio varejista atualizado investe no mercado mobile

Dados apontam que 17% das compras online realizadas por brasileiros já são feitas por meio de smartphones. Em uma época em que as gerações mais novas gastam mais tempo por dia em seus celulares, muitos empreendedores de comércio varejista acabam ignorando uma parcela desses consumidores por não investir no mercado mobile.

Parte do comércio online não está atualizada e não utiliza, ainda, essas novas tecnologias, investindo mais no e-commerce para desktop e deixando de lado uma experiência responsiva que inclui aplicativos e lojas online adaptadas para celulares. Esse é um grande erro, já que as oportunidades de negócio perdidas são irreversíveis, uma vez que, para essa geração, o celular e a internet são apontados como ferramentas fundamentais do dia a dia.

Por isso, o comércio varejista que investir, agora, no mobile, conquistará uma ampla vantagem competitiva sobre a sua concorrência.

Aproveite algumas dicas para aprimorar a gestão do seu negócio.

Seu comércio varejista está atualizado e preparado para essa nova onda de consumidores exigentes e conectados? Gostou do conteúdo apresentado? Deixe sua mensagem nos comentários e até a próxima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.